ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ ㅤ “A verdade, o que realmente importa, mora dentro de mim. Longe do binóculo alheio. O resto é cena, ego, poeira.”
70x7
2.405 notas
reblog
Até a página 27, tudo era confuso. Só comecei a amar na página 28, um pouco depois de entender a perda, aceitar que nem tudo se ganha. Hoje, aqui estou eu, na página 346, feliz por saber que ainda tenho tantas páginas em branco para escurecer.
Eu me chamo Antônio.  (via demografar)
8.484 notas
reblog
É bonito manifestar sentimento. E é feio só querer receber. Receber abraço, beijo, comidinha gostosa, carinho, cafuné. Na vida, a lei é clara: a gente dá e recebe. É uma via de duas mãos. Você faz, você leva. É claro que ninguém tem que fazer por merecer, mas em uma relação a gente tem que se preocupar, sim, com as necessidades do outro. E se o outro se sente mais amado com um bilhete, uma surpresa, uma flor, uma carta, um email querido, uma mensagem romântica, não custa nada ser gentil. É bom agradar quem a gente ama. O ruim é ser egoísta e só pensar nas próprias necessidades. Mesmo porque a gente deve pensar o seguinte: é agradando o outro que eu agrado a relação. Se o outro está feliz, ele vai querer a sua felicidade também.
— Clarissa Corrêa.  (via thiaramacedo)
9.226 notas
reblog
De algum modo, sentia que estava ficando meio maluco. Mas sempre me sentia assim. De qualquer forma, a insanidade é relativa. Quem estabelece a norma?
Gabito Nunes.   (via auroriar)
9.666 notas
reblog
Eu não duvido do poder da música. Em um dia preto e branco ela me colore. Em um momento de tristeza ela traz de volta um meio sorriso. Em uma situação delicada ela me socorre.
Clarissa Corrêa.   (via submergidor)
22.938 notas
reblog
Você sofre, se lamenta, e depois vai dormir.
Cazuza. (via auroriar)
16.068 notas
reblog
A cidade era de papel, mas as lembranças não eram.
John Green.    (via detalhou)